SIGA-NOS
ÉTICA










ESTRUTURA FILOSÓFICA

SHAKUN
Quem trabalha na Yamaha deve se empenhar ao máximo para ser competente, estudar muito e se aperfeiçoar, tratar tudo com gentileza e sinceridade, amar seu trabalho, trabalhar velozmente com disciplina e colaboração, tentar várias alternativas e melhorar sempre com espírito de persistência e contribuir com a sociedade respeitando seus direitos.


FILOSOFIA DA EMPRESA

› MISSÃO CORPORATIVA

Uma empresa que cria Kando*.
“Kando” é uma palavra japonesa que exprime sentimento de profunda satisfação e de intenso entusiasmo experimentados quando nos deparamos com algo de excepcional valor. Oferecer novas emoções e enriquecer a vida das pessoas em todo o mundo.
A Yamaha Motor é uma empresa que cria Kando, que transforma o sonho das pessoas por meio da sabedoria e paixão e está sempre disposta a proporcionar o próximo Kando.
Princípios de Gerenciamento
Para realizar nossa missão corporativa, comprometemo-nos a cumprir três princípios:

1. Criar valores que superem as expectativas dos clientes
Atentar para as constantes e renovadas necessidades dos clientes para desenvolvermos e/ou aperfeiçoarmos produtos e serviços com qualidade e valor.
Os lucros que auferimos devem ser resultado do nosso empenho em promover a satisfação de nossos clientes.

2. Estabelecer um ambiente corporativo que propicie a autoestima dos colaboradores
Nosso ambiente corporativo deve ser constituído por colaboradores com autonomia, autoridade e responsabilidade no desempenho de suas atividades.
O estímulo à criatividade e ao desenvolvimento das habilidades de nossos colaboradores deve propiciar um adequado sistema de avaliação de desempenho e recompensas, com consequente valorização e reconhecimento do trabalho e satisfação dos nossos profissionais.

3. Cumprir globalmente as responsabilidades sociais
Como uma empresa que possui responsabilidade social, nossa organização atua dentro de uma perspectiva global, conforme padrões mundiais.

Nossa atuação deve visar o sucesso empresarial, colaborando sempre com o desenvolvimento social e a preservação do meio ambiente.

› VALORES

1. Priorizar qualidade e segurança, preservando o meio ambiente em tudo que fazemos.
2. Superar as expectativas do cliente.
3. Enfrentar as dificuldades com coragem, criando oportunidades.
4. Agir pró-ativamente, com ética, transparência e responsabilidade.
5. Inovar constantemente para garantir o futuro da Yamaha.
6. Trabalhar em equipe e praticar comunicação interna sem barreiras.

› MENSAGEM DO PRESIDENTE MUNDIAL DA YAMAHA MOTOR CO. LTD.

Eu e todos os gestores nos comprometemos a cumprir o Código de Ética.
Quando você estiver envolvido em uma decisão relacionada à compliance, trate o assunto com a mais alta prioridade.
Vamos unir forças para fazer com que nossa empresa inspire confiança.

Hiroyuki Yanagi
Presidente e CEO
Yamaha Motor Co. Ltd.

› CARTA DO COMITÊ DE ÉTICA AO GRUPO YAMAHA PARA ADOÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DO CÓDIGO DE ÉTICA

O presente Código de Ética tem por objetivo estabelecer diretrizes para orientação de todos os colaboradores da YAMAHA, relativas à conduta ética e moral a ser adotada nas relações empresariais internas e externas, sobretudo naquelas relacionadas a questões cotidianas, independentemente de suas atribuições, responsabilidades e cargos que ocupem.

Objetiva, ainda, nortear as ações empresariais e tomadas de decisões dos colaboradores e líderes da YAMAHA, sempre em linguagem objetiva e clara, evitando-se interpretações subjetivas, casuísticas e imprecisas no que se refere aos princípios éticos aplicáveis.

Na gestão empresarial da YAMAHA, o respeito às diferenças individuais e à dignidade da pessoa humana constitui princípio fundamental, assim como suas responsabilidades sociais junto à comunidade, no que se inclui o progresso social, a prevalência dos direitos humanos e a preservação do meio ambiente.

Além de observarem as diretrizes contidas no presente Código de Ética, os colaboradores da YAMAHA devem respeitar, cumprir e fazer cumprir: a legislação do País e os princípios éticos específicos das diversas categorias profissionais; os procedimentos internos que disciplinam a atividade empresarial da YAMAHA; e o plano estratégico da empresa.

Na ocorrência de situações imprevistas ou impasses, a solução deverá ser aquela que melhor refletir o bom senso, minimizando riscos e/ou gerando maior benefício à YAMAHA e à sociedade.

A YAMAHA tem atuado com sucesso em mercados altamente competitivos, o que exige contínua melhoria dos padrões gerenciais e tecnológicos, agregados a padrões de conduta profissional inquestionáveis, em todas as áreas e em todos os níveis hierárquicos.

Atenciosamente,

Shigeo Hayakawa
Diretor Presidente
Yamaha Motor do Brasil Ltda.

› CONCEITOS BÁSICOS

Os conceitos básicos demonstram os padrões mínimos de comportamento que devem ser observados pelos colaboradores da YAMAHA em relação ao Código de Ética.

Promover segurança e qualidade aos clientes em todas as atividades de negócio.
Sempre conduzir os negócios de forma justa e honesta.
Manter o ambiente de trabalho em ordem, separando os negócios dos assuntos pessoais e agindo ponderadamente.
Respeitar os Direitos Humanos mutuamente.
Utilizar cuidadosamente os recursos escassos e agir de modo a preservar o meio ambiente global.
Dar importância às relações com as comunidades locais e contribuir para sua harmonia e desenvolvimento.
Como uma empresa global, agir respeitando não somente as leis e regulamentos internacionais, como também a cultura e costumes dos diversos países.

Esses conceitos serão repetidos e consolidados no parágrafo de abertura dos diversos capítulos do presente Código relacionados ao tema.

Capítulo 1 – Cláusulas gerais

1.1. Finalidade
O presente Código de Ética das empresas do grupo YAMAHA estabelece formalmente os princípios éticos e morais que devem ser adotados nas suas atividades profissionais, bem como nas relações empresariais internas e externas, com o objetivo de zelar pela marca YAMAHA e imagem da empresa, elevar a qualidade de seus produtos e serviços, e contribuir para o desenvolvimento da sociedade.

1.2. Aplicabilidade
É aplicável a todos os colaboradores da YAMAHA, diretos ou indiretos, independentemente dos termos e condições da contratação de seus serviços, inclusive Diretores, Gerentes e demais gestores.

1.3. Compliance e Comitê de Ética
A Yamaha atua em compliance (conformidade) com suas políticas, normas e procedimentos (controles internos), regulamentações e leis, para prevenir e minimizar os riscos de suas atividades. Em se tratando de conformidade, todos da organização são responsáveis, igualmente, dentro da sua posição hierárquica, por conhecer e cumprir as políticas, normas e procedimentos, regulamentos e leis.

O presente Código de Ética é de conhecimento de todos os colaboradores, que se comprometem a ler e cumpri-lo, na íntegra, sobretudo os princípios de conduta funcional aqui estabelecidos e outros correlatos, ainda que não previstos expressamente neste termo, sob pena de, no caso de descumprimento, serem adotados os procedimentos específicos para o resguardo dos padrões éticos adotados pela YAMAHA.

Cabe ao Comitê de Ética reavaliar periodicamente a pertinência e atualidade dos preceitos deste Código, bem como proceder às ações necessárias para a divulgação interna e externa de seu conteúdo e finalidade.

Compete, ainda ao Comitê, avaliar os casos concretos ou potenciais de violação deste Código, deliberar a respeito, bem como dirimir dúvidas quanto a sua interpretação.

O Comitê de Ética será presidido pela autoridade máxima das empresas do grupo YAMAHA, a quem também compete convocar e presidir as reuniões.

O Comitê de Ética realizará uma reunião ordinária a cada seis meses e, quando necessário, reuniões extraordinárias que serão convocadas sempre que houver questões relevantes que necessitem de urgente deliberação.

Qualquer colaborador que tiver interesse na deliberação do Comitê de Ética sobre determinada pauta, ou na convocação de reunião para determinado caso concreto, deverá dirigir-se diretamente ao secretariado (Auditoria Interna).


1.4. Notificação
Aquele que se encontrar em situação de conflito de interesses, suspeitas ou tiver conhecimento de fatos potencialmente prejudiciais à empresa, em desacordo com os princípios deste Código, deverá comunicar imediatamente ao seu superior hierárquico.

No entanto, se por qualquer motivo não se sentir à vontade para fazê-lo, deverá se dirigir ao líder de nível imediatamente superior. Persistindo, ainda, o constrangimento, deverá recorrer ao Comitê de Ética.

Situações que porventura não estejam aqui contempladas serão tratadas como exceção e encaminhadas ao Comitê de Ética para análise e deliberação conforme os princípios deste Código, observando os usos e costumes locais e as melhores práticas profissionais do mercado.

A omissão de qualquer tipo de infração ao Código de Ética também representa uma violação a este Código, sujeita igualmente às penalidades nele previstas.

Toda e qualquer notificação de infração ao presente Código, deverá ser realizada com base em fatos verídicos, com respectivas evidências de sua ocorrência.

A apresentação de informações inverídicas resultará na devida apuração de responsabilidade e aplicação das penalidades cabíveis.


Capítulo 2 – Confiança e Satisfação

É responsabilidade da YAMAHA, promover segurança e qualidade aos seus clientes em todas as atividades de negócio, fortalecendo sua confiança e satisfação.

2.1 Qualidade e segurança dos produtos e serviços
A YAMAHA reconhece que é de sua responsabilidade social, fabricar e fornecer produtos e serviços de alta qualidade, que sejam seguros e adequados aos fins a que se destinam.

2.2 Informações sobre os produtos e serviços
A YAMAHA deve fornecer aos seus clientes informações adequadas e claras sobre seus diferentes produtos e serviços, com observância integral à legislação vigente, aplicável à defesa e proteção do consumidor.


Capítulo 3 – Política de Atuação da YAMAHA

Sempre conduzir os negócios de forma justa e honesta.

A YAMAHA está empenhada em cumprir todas as legislações e regulamentações aplicáveis aos seus negócios, empreendendo esforços para manter e fortalecer a confiança de seus stakeholders (acionistas, colaboradores, parceiros comerciais, entre outros).

3.1 Justo comércio – cumprimento da Lei Antitruste e demais legislações similares
A YAMAHA, no desempenho de suas atividades, deverá zelar pela aplicação e cumprimento das normas e leis que coíbam o monopólio de mercado e contemplem a livre iniciativa, sendo que suas práticas comerciais devem primar pela lealdade junto aos seus concorrentes, parceiros comerciais e público consumidor, tratando-os com igualdade, civilidade e justiça.

Quaisquer operações, negócios ou transações comerciais praticadas em nome da YAMAHA por seus colaboradores, ou terceiros devidamente autorizados, devem se dar em conformidade com a legislação vigente e que se destinar a produzir efeitos no exterior.

A obtenção de informações de mercado é legítima e necessária ao negócio, não se admitindo, porém, que sejam adquiridas por meios ilegítimos ou ilegais.

3.2. Cumprimento de Leis e regulamentos relacionados ao comércio exterior
A YAMAHA deverá zelar pelo cumprimento dos tratados internacionais, das leis e demais regulamentações relacionadas ao comércio exterior, não comercializando nenhum produto proibido por lei, tampouco qualquer outro que seja ofensivo à ordem pública e moral.

Adicionalmente, a empresa deve manter procedimentos internos relacionados ao controle da segurança do comércio, visando contribuir com a manutenção da paz e da segurança mundial por meio dos produtos e da tecnologia YAMAHA.

3.3 Relacionamento com autoridades públicas em geral
Os representantes de órgãos públicos, desde que devidamente identificados, devem ser recebidos nas dependências da YAMAHA de maneira profissional e isenta para tratar do assunto a que vieram, bem como serão colocados à sua disposição, sempre que oficialmente solicitado, os documentos pertinentes à atividade exercida e exigidos por lei.

É expressamente vedado aos colaboradores - ou a terceiros autorizados a agirem em nome da YAMAHA - fazer, oferecer ou prometer pagamentos ou vantagens a autoridades e servidores de órgãos públicos, empresas estatais, autarquias, empresas de economia mista e outras de que participe o Poder Público, de forma direta ou indireta, com a finalidade de obter vantagem ilícita ou induzir a promulgação, revogação ou violação de instruções ou normas.

Homenagens a autoridades e servidores públicos somente serão permitidas publicamente, e mediante autorização da Diretoria.

3.4 Cumprimento das Leis e Regulamentos Contábeis/Fiscais
A YAMAHA deverá manter contabilidade clara e adequada, a fim de gozar de confiança do mercado e da sociedade, abstendo-se da prática de qualquer ato ilegal ou conduta imprópria.

A escrituração da empresa será mantida em registros permanentes, com obediência aos preceitos das legislações civil, comercial, tributária e órgão regulador específico - no caso de Consórcio, Banco, Corretora e outras empresas que se submetem à legislação específica - e aos princípios e práticas contábeis adotados em cada país.

A YAMAHA deverá manter controles internos eficientes para garantir a eficácia e eficiência das operações e cumprimento dos relatórios financeiros, atuando com transparência na busca de um bom nível de desempenho financeiro a fim de que não haja impactos negativos aos seus stakeholders. Portanto, todos os gestores devem estabelecer controles adequados e formalizados em cada área funcional – responsabilidade primária das áreas.

Os gerentes e demais responsáveis pela preparação das informações contábeis e financeiras devem assegurar que as políticas da YAMAHA sejam cumpridas, não permitindo ou fornecendo informações inidôneas, ou ocultando-as da Auditoria Interna ou independente.

3.5 Manutenção do ambiente de trabalho
A YAMAHA tem o compromisso de proporcionar um ambiente de trabalho seguro e saudável, adotando medidas adequadas para prevenir acidentes e danos à saúde dos colaboradores, cumprindo a legislação do trabalho aplicável.

A jornada de trabalho na YAMAHA, bem como os benefícios básicos oferecidos aos colaboradores obedecem aos critérios legais estabelecidos em legislação própria.


Capítulo 4 – Diretrizes para a condução dos negócios

Cumprir as normas da empresa e manter a ordem no ambiente de trabalho, separando os negócios dos assuntos pessoais e agindo ponderadamente

4.1 Restrições referentes ao fornecimento e recebimento de gratificações e benefícios pessoais
Nenhum colaborador ou conhecidos e parentes seus, e/ou outras pessoas a eles direta ou indiretamente ligadas, podem oferecer ou receber de acionistas, fornecedores, clientes, empresas subsidiárias ou coligadas, e demais parceiros comerciais da YAMAHA, quaisquer gratificações ou benefícios pessoais, lícitos ou não, que se deem em detrimento ou em prejuízo aos interesses da empresa, ou que se estabeleçam exclusivamente em razão de contrapartida de negócio praticado ou a ser praticado entre as partes, em seu benefício próprio e individual.

Exemplificativamente, ficam entendidos como gratificações e benefícios pessoais o oferecimento ou recebimento de quantia em dinheiro, mercadorias, viagens e presentes de qualquer natureza, ou quaisquer outras vantagens advindas ou estabelecidas em razão de relacionamento comercial inerente às atividades da YAMAHA.

Produtos recebidos por colaboradores a título de amostra para análise comercial devem permanecer no âmbito da empresa e devem ser devolvidos ao fornecedor tão logo seja concluída a análise.

4.2 Diretrizes sobre os interesses da empresa

4.2.1 Responsabilidade dos colaboradores e gerenciamento e monitoramento das atividades
Os superiores hierárquicos da YAMAHA – Diretores, Gerentes, Chefes, Supervisores, Encarregados e demais lideranças – são diretamente responsáveis pelos atos praticados por seus colaboradores subordinados ou delegados, incumbindo-lhes a orientação profissional necessária, supervisão e verificação do regular cumprimento das tarefas atribuídas nos termos das diretrizes e metas empresariais estabelecidas pela Diretoria e Presidência a cada área, bem como da integral observância às normas éticas e de conduta estabelecidas no presente Código.

É dever de todos os colaboradores, independentemente de seu nível hierárquico, ler, compreender, cumprir e fazer cumprir o Código de Ética, políticas, procedimentos e instruções internas da YAMAHA.

No exercício de atos de gestão de colaboradores, os líderes de quaisquer áreas devem adotar comportamento e postura compatíveis com as funções desempenhadas e responsabilidade correlata, cuja conduta ética e moral constituirão modelo para a equipe de colaboradores sob sua liderança.

Os colaboradores, sob a responsabilidade dos líderes da empresa, devem estar aptos à consecução das tarefas atribuídas, e, além de orientados, devem ser também prévia e adequadamente treinados e mantidos atualizados, conforme as necessidades da empresa.

As orientações para execução dos trabalhos e/ou atividades devem ser prestadas de forma clara, objetiva e direta, devendo o superior hierárquico assegurar a depuração das informações no que diz respeito à linguagem e às diferenças culturais.

4.2.2 Compatibilidade entre os atos da vida particular dos colaboradores e suas funções na empresa
Nos termos das garantias individuais previstas na legislação pátria e das disposições do presente Código de Ética, os assuntos inerentes à vida particular dos colaboradores dizem respeito exclusivamente a cada um individualmente, devendo ser incondicionalmente respeitados pelos demais colaboradores, bem como pela YAMAHA enquanto organização empresarial, desde que: não interfiram no desempenho das tarefas que lhe são atribuídas; não estejam em desacordo com a rotina de trabalho ou política empresarial da YAMAHA; e nem impliquem prejuízo à imagem e interesses da empresa.

4.2.3 Atividades políticas ou religiosas nas dependências da empresa
É inviolável a liberdade de consciência e de crença, porém não é permitida aos colaboradores a utilização de instalações e equipamentos pertencentes à YAMAHA para a prática de atividades políticas, ideológicas ou religiosas.

4.2.4 Exercício de atividades remuneradas fora do âmbito da empresa
Os colaboradores da YAMAHA que exercerem atividades profissionais remuneradas paralelas às suas funções na YAMAHA, deverão fazê-lo fora de suas dependências e do horário da jornada de trabalho.

Referidas atividades não deverão guardar correlação direta com as atividades empresariais da YAMAHA, sendo vedado aos colaboradores que as praticarem fazer uso desautorizado da marca e de bens de propriedade da empresa, bem como se prevalecer do cargo ocupado ou da atividade profissional internamente desempenhada.

4.3 Bens tangíveis e intangíveis da empresa
O patrimônio físico da empresa é composto por suas instalações e todos os bens móveis e imóveis que as guarnecem, tanto no pátio industrial como nas instalações administrativas.

Os bens são colocados à disposição dos colaboradores exclusivamente para execução de suas tarefas, cabendo a todos preservá-los e utilizá-los de forma adequada.

A aquisição, comodato e alienação de bens deverão observar normas específicas, atendendo sempre o bom senso e os interesses da empresa.

4.3.1 Retirada de bens da empresa
É vedada a utilização de bens da empresa para fins pessoais, bem como sua retirada do âmbito das instalações empresariais, sob pena de responsabilidade funcional e legal do colaborador que o fizer.

Constitui exceção à regra, a retirada de bens da empresa para sua utilização a serviço da YAMAHA, mediante prévia autorização do superior hierárquico.

4.3.2 Propriedade industrial. Marcas e patentes da YAMAHA
Todo trabalho realizado pelos colaboradores da YAMAHA pertence exclusivamente à empresa, devendo cada qual manter absoluto sigilo e confidencialidade das informações a que tiver acesso privilegiado, independentemente de registro de marca ou patente de produtos e serviços desenvolvidos ou em desenvolvimento.

São absolutamente confidenciais informações de qualquer natureza que não sejam de conhecimento público e notório. São confidenciais, exemplificativamente, as fórmulas, projetos industriais, desenhos, equipamentos, know-how de produção, dados cadastrais de clientes, fornecedores e funcionários, documentos internos, softwares exclusivos, relatórios gerenciais, material de planos estratégicos e demais informações utilizadas em atividades da YAMAHA, inclusive no âmbito comercial, contábil / financeiro e jurídico.

Também é dever de todos os colaboradores zelar pela integridade das marcas e patentes de propriedade da YAMAHA, inclusive abstendo-se de comentários e alusões depreciativos, mesmo que informalmente, junto a fornecedores, prestadores de serviços, terceirizados, concorrentes, familiares, etc. sob pena de responsabilidade funcional e legal.

O dever de manter sigilo de informações e zelar pela integridade das marcas e patentes da YAMAHA subsiste para todos os colaboradores mesmo após o seu desligamento da empresa.

4.3.3 Propriedade intelectual
As invenções de colaboradores passíveis de classificação de propriedade intelectual deverão ser informadas imediatamente ao seu superior, para as medidas de preservação de direitos subjetivos a que terá direito, conforme política corporativa, e deverão ser tratadas como confidenciais até que se tornem públicas.

É vedado aos colaboradores infringir quaisquer direitos de propriedade intelectual de terceiros, e sempre que houver dúvida a respeito, serão realizadas pesquisas com o objetivo de evitar qualquer violação.

Na divulgação e publicidade de seus produtos, fica vedado aos colaboradores fazer reproduções de quaisquer materiais, textos, imagens, bem como o uso da imagem e voz alheias, sem permissão prévia, sob pena de responsabilidade, nos termos do presente Código.

4.4 Sistemas e informações da empresa
A utilização de recursos tecnológicos da YAMAHA, principalmente equipamentos, acesso à Internet e correio eletrônico, destinam-se exclusivamente ao exercício das atividades profissionais dos colaboradores, e seu uso deve se dar com prudência, conforme orientações e procedimentos definidos pelo departamento de Tecnologia da Informação e de Recursos Humanos.

Em situações específicas, a YAMAHA reserva-se o direito de averiguar o uso de equipamentos, sobretudo para certificar-se da não ocorrência de reprodução ilegal de softwares, bem como monitorar os acessos à Internet e a utilização de correio eletrônico.

4.5 Respeito aos Direitos Humanos e garantias individuais dos colaboradores
YAMAHA respeita os direitos humanos e garantias individuais de seus colaboradores, não sendo admitida nem tolerada discriminação em razão da idade, sexo, cor, raça, credo religioso, preferência sexual, ascendência, etc., nos processos de recrutamento e seleção, nem tão pouco para desligamento, treinamento, remuneração, promoção, transferência de colaboradores, etc.

As políticas de Recursos Humanos devem ser pautadas em valores supremos, como justiça, transparência, imparcialidade e profissionalismo.

É fundamental o reconhecimento do mérito de cada um, devendo a YAMAHA propiciar igualdade de acesso às oportunidades de desenvolvimento profissional disponíveis, segundo as características individuais, competência, talento e a capacidade de agregar valor à empresa de cada colaborador.

Nenhuma decisão referente à carreira profissional de colaboradores poderá se basear apenas em relacionamento pessoal, casuísmo e opinião de minorias, devendo a empresa assegurar a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento pessoal e profissional, e a igualdade na constituição do grupo de profissionais a serviço da empresa.

A YAMAHA respeita a liberdade de expressão de seus colaboradores, encorajando-os a discutir os problemas internos da empresa, visando à melhoria contínua dos processos, à redução de riscos e à manutenção de um ambiente de trabalho harmonioso.

Qualquer forma de assédio é estritamente proibida, bem como não se admite fazer uso do cargo para solicitar favores ou serviços pessoais a colaboradores.

O ambiente de trabalho deve alicerçar-se na conduta ética de todos os colaboradores, independentemente da posição hierárquica, e manter-se totalmente isento de ofensas interpessoais, difamação, coação, repressão, intimidação, assédio sexual e/ou moral, violência verbal e não verbal, prevalência de um(ns) sobre o(s) outro(s), favorecimentos, e outras condutas antiéticas e inidôneas, principalmente advindos das relações entre líderes e liderados.


Capítulo 5 – Expectativas da Sociedade

É dever da YAMAHA, aliado aos seus interesses empresariais, contribuir para o desenvolvimento da sociedade, considerando suas necessidades e peculiaridades. No cumprimento de suas responsabilidades sociais, deve ser dada especial ênfase ao respeito dos direitos dos consumidores, às questões ambientais, à valorização do trabalho de seus colaboradores e à participação pró-ativa e responsável na comunidade em que atua.

5.1 Meio ambiente
Utilizar cuidadosamente os recursos escassos e agir de modo a preservar o meio ambiente global

A YAMAHA tem consciência de que o meio ambiente ecologicamente equilibrado é essencial para a qualidade de vida e sobrevivência da humanidade.

A compatibilização e harmonização da preservação da natureza com os produtos por ela desenvolvidos e produzidos são de suma relevância para o desenvolvimento de seu negócio.

Por esta razão, a YAMAHA deve participar ativamente na preservação dos recursos naturais, no combate ao desperdício e na conscientização de seus colaboradores, mitigando, inclusive, atividades que impliquem em degradação do meio ambiente.

É dever da YAMAHA, por meio de seus colaboradores, cumprir e fazer a legislação ambiental aplicável às suas atividades, sob pena de responsabilidade nos termos desse Código, sem prejuízo de responsabilidade pessoal junto às autoridades públicas, nos termos da Lei.

5.2 Comunidade
Dar importância às relações com as comunidades locais e contribuir para sua harmonia e desenvolvimento. A YAMAHA, além de propiciar o melhor convívio interno, deve promover o desenvolvimento social da comunidade em que atua, conforme suas diretrizes de responsabilidade social, renovadas de ano em ano.

5.3 Respeito global
Como uma empresa globalizada, a YAMAHA deve contribuir com o desenvolvimento de cada país, respeitando não somente as leis e regulamentos internacionais, como também a cultura e costumes dos diversos países.

A YAMAHA não financiará, tampouco manterá relações comerciais com associações, grupos ou forças que realizem atividades antissociais e/ou que violem os princípios universais dos direitos humanos.

5.4 Contribuições sociais
Como membro da comunidade em que atua, a YAMAHA incentiva as iniciativas solidárias e de voluntariado lançadas por seus colaboradores, como oportunidade para o exercício da cidadania, apoiando toda manifestação assistencial prestada por eles.

Isposições Gerais
O presente Código de Ética vigorará por tempo indeterminado, e, levadas ao conhecimento de todos os integrantes as diretrizes de conduta nele contidas, suas disposições passam a fazer parte dos contratos de trabalho, assim como dos contratos firmados com fornecedores, prestadores de serviços e clientes.

Este Código de Ética contempla os princípios que norteiam a atuação profissional, e deve ser respeitado por todo aquele que, de alguma forma, esteja vinculado profissionalmente a YAMAHA.


ANEXO I
Composição do Comitê de Ética


Membros Permanentes:
Presidente da Yamaha Motor do Brasil Ltda.
Diretor Responsável pela Divisão Administrativa e Financeira
Responsável pelo departamento de Auditoria Interna
Responsável pelo departamento de Recursos Humanos
Responsável pelo departamento Jurídico

Membro Eventual:
Diretor Responsável pelo departamento ou unidade da ocorrência

Yamaha Motor do Brasil - Todos os direitos reservados

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

|

TERMOS DE USO


Concessionárias

Serviços Financeiros

Peças e Serviços
Contato
  • Fale com a Yamaha
  • SAC: (11) 2431-6500
  • Banco Yamaha
  • CRC: (11) 2088-7700
  • SAC: 0800-774 8283
  • Consórcio Yamaha
  • CRC: (11)-2431-6000
  • SAC: 0800 774 3233
  • Ouvidoria
  • 0800-774 9000
  • CAS - Atendimento ao Deficiente Auditivo ou de Fala
  • 0800-774 1415

  • CANAL DE DENÚNCIAS YAMAHA


Siga-nos nas redes: